quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Nassau – Um paraíso na Terra


Ver todo mundo entrar de férias e viajar está me deixando deprimida, porque eu não vou ter descanso tão cedo. Mas, apesar disso, tento não reclamar, é melhor ter que trabalhar no fim do ano do que não ter emprego, não é verdade? (E eu vou trabalhar mesmo no dia 24 de dezembro. Olha que coisa LINDA!)

Então, resolvi dar a dica para vocês, que não sabem ainda aonde ir nessas ou nas próximas férias, de um lugar MARAVILINDO (Como dizia a Esther, minha prima, quando tinha uns oito anos. A coisa é tão sensacional que não é só maravilhosa ou linda: É maravilinda). Estou falando de Nassau, capital das Bahamas.



Gente, é sério. Lá é muito bonito mesmo. É no Caribe, então seria difícil não ser uma das coisas mais lindas na superfície terrestre, né? As praias são um negócio de deixar a gente de queixo caído. Areia branca de doer e a água mais azul e limpa que eu já vi, mesmo no Porto da cidade. 

Cabbage Beach 

O porto da cidade e seus transatlânticos.

Eu estava indo com uma amiga, a Miris, para uma temporada de estudos (Aham...) de um mês em Miami em janeiro de 2010 e, na ida, por interferência do destino, fomos parar em Nassau. E foi uma das melhores coisas que a gente podia ter feito em toda a nossa vida.

O que é céu, o que é mar?

Começando pelo trajeto. De Miami a Nassau, você pega um avião fuleiro, de hélice, tipo aqueles de filme. Dá um medão horroroso e balança muito, mas a paisagem é tão linda que você até releva. O azul do mar e do céu se misturam e você não sabe quando um acaba e o outro começa. Fora que você vai vendo inúmeras ilhas, porque o avião não vai muito alto. E eu pensava: “Poxa, se esse avião cair e eu der uma de A Lagoa Azul numa dessas ilhas, vai ter que ser com a Miris? Nem para ser com o Brad Pitt?”. Nós fomos de avião, mas a maioria dos turistas chega de navio, pois a cidade é ponto de parada de cruzeiros saídos de Miami.

Vista aérea das ilhas do Caribe

Enfim, Nassau é uma ilha (Jura, Teca?). Tem quase 260 mil habitantes e está há uns 300 quilômetros de Miami. O clima tropical deliciosamente quente impera todo o ano (Eu fui entre o Natal e ano Novo, inverno na região, e peguei muito calor), só que a água é a mais gelada que eu já entrei em todos os meus 24 anos de existência.

Centro de Nassau

Em Nassau tem muitos hotéis de luxo e famosos. O Hilton Nassau British Colonial (Onde eu me hospedei, cortesia do pai da Miris, a quem eu vou amar o resto da vida, haha) tem uma vista lindíssima, é muito bem localizado, tem uma praia e piscina bem legais e a cama mais deliciosa do mundo. Gente, juro que a cama me abraçava de manhã e sussurrava em meu ouvido “Por favor, nunca me deixe”.

Esse é o Hilton. Meu lindo!

Outro hotel, o mais conhecido, é o Atlantis Paradise Island. Eu usei muito essa palavra já, mas ele é sensacional. É realmente o paraíso. Todo temático com Atlantis, a cidade perdida, ele tem aquários submersos, cassino, boate, restaurantes, parque aquático, natação com os golfinhos, praias internas e externas, pedalinho, mini shopping, um zoológico de animais marinhos (Fato irrelevante, mas interessante: Nesse lugar, minha máquina fotográfica com mais de mil fotos da viagem quase caiu no tanque dos tubarões e eu pensei que ia enfartar) e outras trezentas mil coisas. Ele já foi cenário de muitos filmes, como O Ladrão de Diamantes, com o Pierce Brosnan, e do seriado Betty, a Feia (Que eu assistia, haha). Mesmo se você não se hospedar nele, pode usufruir disso tudo comprando um Day Use, o que nós fizemos.

A famosa arquitetura do Atlantis 

Aquários submersos dentro do hotel

 Tudo lá lembra Atlantis, a cidade perdida

 Dentro do Cassino do Hotel

Uma das paredes de um dos restaurantes

De lado do nosso hotel tinha um barzinho/restaurante chamado Señor Frog's. É um dos lugares mais legais que eu já fui. Na beirada no mar, ele tem o ambiente família, de casais, de boate e de bar. Tem placas em todos os tetos e paredes com dizeres bem humorados. Tudo é motivo para o mestre de cerimônia fazer um trenzinho de tequila e as pessoas cantarem no videokê. Quando viram que nós éramos brasileiras, cantaram “Segura o Tchan” para nós. É o tipo de lugar que você pode passar horas e horas e não se cansar. Fomos todos os dias em que estivemos em Nassau.

Teto do Señor Frog's 

 Uma das milhares de placas do lugar

O anfitrião 

Lado de fora do barzinho/restaurante

Ponto muito importante para as mulheres de plantão: As feirinhas. Tem várias espalhadas por todo o canto. Todo tipo de bugiganga pega turista e até mesmo joias nas ruas principais. As avenidas são bonitinhas, bem no estilo colonial do século passado. Bom para andar a esmo.

Há muito mais o que se falar sobre Nassau, mas essas foram as minhas impressões gerais.

Recomendo uma visitinha lá.

Teca Machado

P.S.: PARA TUDO! Quer ganhar de Natal um Vale Presente de R$50 da Livraria Cultura. Entre aqui e descubra como. É muito fácil!

5 comentários:

  1. Tequinha, adorei o post!!
    E fiquei morrendo de vontade de conhecer Nassau!

    ResponderExcluir
  2. Aiiiii saudadeeeeee
    Foi perfeito
    Sensacional
    Maravilhoso
    Ameiiii.

    Obs: vou falar pro meu pai do seu eterno agradecimento kkkkkkk

    Tamiris Poit

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post! Amo falar, escrever, contar, conversar sobre turismo e principalmente com dicas legais e boas fotos!

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post Teca! Esses dias eu estava dando uma pesquisada em alguns bons destinos para turismo na América Latina e vi muita coisa interessante sobre Nassau...mas agora, com esse seu post, me deu LOUCURA pra conhecer o lugar. SUPERQUERO! Hauhuuhauah :D

    ResponderExcluir
  5. Oi!! Como vou de cruzeiro, passarei só 1 dia lá, tipo das 9 as 15h. É bem pouco tempo, o que você recomendaria? Obrigada.

    ResponderExcluir