terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Revenge - A Avenida Brasil americana


Eu tenho um novo vício e ele se chama Revenge. A série, atualmente com a segunda temporada no ar no Canal Sony, é a versão moderna e podre de rica do clássico livro O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas. Nunca leu, nem viu o filme e não sabe a história? Bom, então te falo que é a versão americana e mais sofisticada de Avenida Brasil. Essa você conhece, né? Se interessou? Eu também.


Revenge, como a protagonista fala muitas vezes durante a narração, não é uma história sobre perdão. É sobre vingança (Daí o nome do seriado, óbvio). Amanda Clarke era uma linda menininha loira e meiga que vivia com o amado pai nos Haptoms, praia dos ricos e famosos de Nova York. Mas, os moradores da cidade com quem o pai fazia negócios, armaram para ele, que acabou preso.

Principais personagens de Revenge

Com isso, Amanda cresceu longe do pai e infeliz, pois acreditava que ele era culpado. Quando saiu do reformatório (Ou algo do tipo, não entendi bem), recebeu uma caixa do falecido pai contando toda a sua história com alguns pertences e diários. Lá ele pediu para que a filha não tentasse se vingar daqueles que desgraçaram a vida dos Clarkes. Mas ela não pôde cumprir a promessa (Assim como Nina, de Avenida Brasil).

Sorte da Amanda que o pai deixou uma tonelada de dinheiro para ela num banco da Suíça (Já repararam que em toda história assim de vingança, a pessoa é rica? Os pobres não podem se vingar também?). Assim, ela mudou o visual, passou a se chamar Emily Thorme e voltou para os Hamptons, para começar seu plano. E ela vai destruindo um a um aqueles que estiveram envolvidos na armação contra o seu pai, principalmente a família Grayson, a pivô disso tudo. 

Amanda/Emily com o seu irônico sorrisinho de vingança bem sucedida.

Amanda/Emily usa de armas como traição, dinheiro, falsas informações, intrigas e muito mais, tudo isso feito em ambientes públicos, onde todos podem ver a queda dos grandiosos. Um a um eles vão sendo liquidados, sem nem ao menos perceber que a garota é a causa. E ela é faz tudo isso usando tecnologia e espionagem (Diferente da Nina que nem ao menos tinha pen drive e mandava revelar fotos. Amanda é mais inteligente).

Amanda Clarke/Emily Thorne é interpretada por Emily VanCamp. Ela parece a todo momento distante do mundo e num castelo de gelo, de tão fria e calculada que é. O que eu mais gosto é do seu sorrisinho irônico disfarçado quando vê a destruição de um inimigo (Que nem ao menos sabe que ela é o inimigo). Ela bota a Nina/Rita e sua vingancinha vagabunda no chinelo! 

Victoria Grayson, a Carminha com mais classe, dinheiro e maldade.

Outro destaque, além da protagonista, é Victoria Grayson, a Carminha dessa versão (Só que sem os gritos), interpretada por Madeleine Stowe. Com muito Botox no rosto, um olhar dos mais intimidadores e uma frieza digna de Polo Norte, Victoria é a finesse, maldade e manipulação em pessoa.

Revenge tem diversas paisagens belas e uma fotografia muito bonita. Tenho gostado do figurino também. As roupas da Emily, da Ashley (Sua melhor amiga) e da Victoria são lindas.

Ainda não terminei de assistir a primeira temporada, mas estou louca por Revenge. Me disseram que o final é muito bom e que a segunda temporada também é sensacional.

Recomendo.

Teca Machado

P.S.: Corre nesse link aqui para descobrir como ganhar um Vale Presente de R$50 da Livraria Cultura que eu estou sorteando!

Um comentário: