sexta-feira, 1 de março de 2013

Leitura corporal e mentiras


Leitura corporal é algo interessante. Todos nós em algum ponto da vida quisemos saber se a outra pessoa com quem conversávamos estava dizendo a verdade ou não, principalmente namorados e afins. Não sei vocês, mas eu já li vários livros e artigos sobre o assunto. Depois que eu comecei a assistir a série Lie To Me, então, comecei a observar muito mais atentamente os pequenos sinais que os outros nos passam sem nem ao menos perceber.


Lie To Me é um seriado de resolução de mistérios no melhor estilo CSI. O protagonista é o estranhíssimo e inteligentíssimo Dr. Cal Lightman (Tim Roth, muito muito bom). Cientista renomado e um tanto maluco, ele é especialista em interpretar linguagem corporal, especialmente micro expressões faciais. 

Por isso, ele criou o Grupo Lightman, uma agência particular de investigação que pega casos graves com o FBI, como de assassinatos, e também casos mais leves, como descobrir se o noivo da cliente vai casar com ela apenas pelo dinheiro. Isso é o legal de Lie To Me, porque não trata apenas de histórias pesadas, tristes e de morte. Esse outro tipo de enredo dá uma suavizada no seriado e faz com que tenha sempre um toque de bom humor, trazido principalmente pelo protagonista.

Sede do Grupo Lightman

Junto com o Dr. Cal Lightman trabalha a sua sócia, Dra. Gillian Foster (Kelli Williams). O que ele tem de esperto em linguagem corporal, ela tem de tapada. É aquela velha história de que mulher apaixonada não enxerga nada... Enfim, a equipe também conta com Eli Loker (Brendan Hines), um pesquisador muito do sincero, Ria Torres (Monica Raymund), uma novata com um talento equiparado ao do Dr. Cal, e Ben Reynolds (Mekhi Phifer), um agente do FBI que constantemente dá assistência nas investigações mais sérias.

Equipe do Grupo Lightman

Além das histórias dos clientes, Lie To Me mistura a vida pessoal dos personagens, principalmente do desajustado Dr. Cal Lightman e da sua sócia Dra. Gillian Foster. Além de não ficar cansativo, isso faz com que o público crie um vínculo maior com a série e entenda a motivação e percepção dos personagens.


Para mim, o melhor de Lie To Me é que sempre que o Dr. Cal Lightman resolve um caso ou pega alguma pessoa na mentira, ele explica porque chegou nessa conclusão. A série foi escrita pautada na ciência de verdade e isso é muito interessante. O espectador vai aprendendo a interpretar os sinais e fica meio psicótico com isso, tentando entender os outros ao seu redor. Eu mesma já me peguei várias vezes tentando usar as técnicas do protagonista na minha vida real. 

Linguagem corporal 

Pesquisando sobre o tema, descobri que o protagonista foi inspirado em um cientista de verdade, quase tão doidão quanto ele. Trata-se de Paul Ekman, um notável expert em linguagem corporal e expressões faciais reconhecido no mundo todo.

Lie To Me foi cancelada por causa de audiência baixa após a terceira temporada, para a minha tristeza. Eu ainda só assisti a primeira e achei ótima. Algumas pessoas me falaram que a qualidade cai daí em diante. Bom, vamos assistir para ver e tirar nossas próprias conclusões.

Só porque ele é gatchenho, haha

Por enquanto, sei que recomendo.

Teca Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário