terça-feira, 5 de março de 2013

Simplesmente engraçado


O filme é meio velho, de 2010, mas isso não significa que não mereça algumas linhas por aqui, ainda mais sendo tão bom e com a diva Meryl Streep. Simplesmente Complicado é simplesmente engraçado. Está certo que eu rio fácil de filmes, desenhos, livros e piadinhas imbecis, mas na época saí do cinema com o rosto doendo de tanto que dei risada. Não é aquela comédia fanfarrona e louca, tipo O Mentiroso, mas tem um quê de verdade e exagero quase verossímil. 


Simplesmente Complicado é uma comédia romântica que mostra um triângulo amoroso pouco convencional, a começar pela idade dos personagens. Jane (Meryl Streep. Preciso falar alguma coisa da atuação dessa mulher? Desnecessário, né?) é dona de uma padaria de sucesso, na casa dos cinquenta e poucos anos, divorciada, mãe de três filhos adultos. Leva a vida bem, mas não saltitante de alegria. Sente que sempre falta algo. Até que na noite de formatura de um dos seus filhos, bebe demais e acaba dormindo com Jake (Alec Baldwin, muito engraçado numa versão praticamente igual a do seu personagem na série 30 Rock), seu ex-marido que a trocou por uma mulher muito, mas muito mais nova. O ex volta a ter sentimentos por Jane, mas ela conhece o carismático arquiteto Adam (Steve Martin, um tanto contido, mas ainda assim engraçado), com quem começa a se envolver.

O triângulo quadrilátero

De Nancy Meyers, roteirista e diretora de filmes como Alguém Tem Que Ceder, Do Que As Mulheres Gostam e O Amor Não Tira Férias, Simplesmente Complicado não é nenhuma novidade. O enredo meio que lembra todos os filmes anteriores da cineasta, mas isso não tira o seu mérito, pelo contrário. O espectador pode esperar um elenco afiado escolhido a dedo, uma história que tem jovens, mas que foca nos personagens de meia idade para cima (principalmente mulheres), ótimas tiradas cômicas, um toque de drama e alguns “oooohn” ocasionais.

Uma das cenas engraçadas do filme

Um dos melhores personagens de Simplesmente Complicado é Harley (O engraçadíssimo John Krasinski, apresentador do canal E!). Genro de Jane e Jake, ele é o primeiro a saber do caso do ex-casal e passa alguns apertos por causa disso. A cena mais engraçada do filme é quando os três estão presos no banheiro durante uma festa fumando um baseado. Eu chorei de rir.

Jane e Harley

Um ponto interessante do filme é que tanto Adam quanto Jake são perfeitos para Jane. Ambos são tão carismáticos que o público não sabe para qual dos dois torcer e nem a qual dos dois o coração da mulher pertence. Como as pessoas normais, Adam e Jake têm qualidades, defeitos e desvios de conduta.

Cenas doces

Simplesmente Complicado não é nenhuma obra prima do cinema moderno e nem será um clássico estudado na posteridade, mas é um ótimo filme, de uma diretora com tino para o gênero e com grandes atuações. O que mais você precisa de um filme?

Ex-casal nada convencional

Recomendo.

Teca Machado 

Um comentário: