terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Tom Cruise e John Grisham – A Firma


Não foi de propósito, mas coincidentemente vou falar de novo hoje sobre o Tom Cruise (Ontem foi sobre a sua nova produção: Jack Reacher – O Último Tiro). No final de semana assisti o filme A Firma, baseado no livro de John Grisham com o mesmo nome, que tem o ator como protagonista.


Como quase todo livro de John Grisham, A Firma é sobre advogados e assuntos advocatícios. Ok, pode parecer um saco porque Direito é uma coisa um tanto chata para quem não é da área, mas John Grisham sabe conduzir a história de um modo que não é preciso conhecer a fundo o tema para entender do que se trata.

Após se formar com honra e louvor em Harvard, Mith McDeere (Tom Cruise, muito bem no papel e um gatinho com cara de neném em 1992) passa os seus dias em entrevistas de empregos em Boston. Recebe muitas propostas boas, mas uma firma de advogados de Memphis (Que é um Estado que ninguém liga muito) faz uma proposta irrecusável: alto salário, casa, carro e muitas outras regalias. Sempre pontuando que a família e a estabilidade são muito importantes para a empresa, todos os funcionários parecem certinhos demais, metódicos demais, ou seja, estranhos. E Abby (Jeanne Triplehorn), a esposa de McDeere, percebe isso.

Mitch McDeere com um dos advogados sócios

Mas é bem aquele ditado “Quando a esmola é demais, o santo desconfia”. Então, a medida que o tempo vai passando e vai realizando seu trabalho, Mitch percebe que algumas coisas são esquisitas na firma, principalmente quando dois advogados associados morrem de um modo misterioso e suspeito. Ao mesmo tempo, sua vida pessoal, que era tão boa e feliz ao lado da esposa, vai caindo na rotina até que se desestabiliza por completo. 

Gene Hackman, como Avery, um advogado meio esquisito...

Quando o jovem advogado começa a investigar as irregularidades da firma por conta própria, o que era o sonho americano, vai se tornando um pesadelo no melhor estilo “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come” (Estou cheia de provérbios hoje, hein?).

Mesmo sendo antes da fase de filmes de ação de Tom Cruise, A Firma tem uma ótima cena de correria na sequência final.  O ator mostra que desde cedo tinha essa veia de ação e tensão.

Tom Cruise conversa com o FBI

A Firma é um thriller inteligente, envolvente e que traz ótimas atuações. O roteiro foi muito bem adaptado do livro, que é extremamente semelhante. Sentimos compaixão de Mitch que cai igual um patinho nas armadilhas da firma.

Dirigido por Sidney Pollack, o filme é antigo, já tem 20 anos (O que você pode reparar pelas roupas horrorosas. Ai, anos 1990, por que? POR QUE?), mas é daquele tipo que não envelhece com o tempo. Daqui 20 anos ainda vai ser bom (e as roupas e penteados ainda vão ser horríveis).

Capa do livro

Ano passado fizeram uma série sobre A Firma, que atualmente passa na AXN, mas acho que já foi cancelada após apenas alguns episódios.


Recomendo filme, livro e outras obras do John Grisham.

Teca Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário