terça-feira, 1 de março de 2016

Um telefone mágico e um relacionamento desgastado: Ligações, de Rainbow Rowell


Atenção: Ler os livros da maravilhosa Rainbow Rowell é altamente viciante. Leia por sua conta em risco, depois não diga que eu não avisei.

Da autora já moravam no meu coração as obras FanGirl e Anexos e agora chegou mais uma, Ligações. FanGirl fala mais sobre amor adolescente/juvenil, Anexos de jovens que estão se conhecendo e Ligações de um sentimento muito mais maduro e adulto. 


Georgie e Neal, um casal que está há 15 anos casado, está vendo o seu relacionamento esfriar a cada dia. Eles estão se distanciando e muito disso é culpa de Georgie, que só pensa em trabalho. Na semana do Natal, a roteirista recebe a chance que esperava por toda a sua vida, mas para conseguir o emprego precisa passar o feriado trabalhando em Los Angeles. Neal entende a sua posição, mas nem por isso dá saltos de alegria. Ele mantém o plano original de visitar sua mãe em Omaha com as filhas pequenas para as festas, deixando a esposa sozinha

Até que certa noite, ao dormir na casa da sua mãe, Georgie encontra um telefone de fio antigo que usava na época em que namorava Neal. E quando liga para o marido, finalmente ele atende, já que passou dias ignorando-a. Mas não é bem o Neal do outro lado da linha. Aliás, é o Neal, mas o Neal do passado, o Neal de quando eles namoravam, o Neal que tinha bem menos amarguras em relação a ela e a vida.

Georgie vê essa viagem meio doida ao passado por telefone como uma chance de se reconectar com Neal, de consertar erros do passado. Mas quanto mais conversa com ele, mais enxerga que talvez seu casamento tenha sido um erro. Não para ela, ela precisa de Neal e das filhas como necessita de ar, mas enquanto o marido faz bem para ela, ela faz mal para ele, é tóxica. Seria melhor, então, convencer o Neal do passado a nunca se casar com ela pensando no bem dele?

Rainbow Rowell agradecendo aos leitores de Ligações
Apesar do enredo fantasioso em relação às chamadas do passado, Ligações é tão real e tão verdadeiro que chega a ser um tapa na cara. Rainbow Rowell não romantiza o casamento, o sentimento desgastado, a relação cansada. Ela mostra como tudo fica quando apesar de nos amarmos, negligenciamos o que é mais importante em favor do trabalho. Então, #ficadica.

Georgie é uma personagem totalmente crível, ela não tem nada de “especial”, não é um tordo que lidera a revolução, não vítima de uma profecia para salvar todo o mundo bruxo ou é divergente. Ela é apenas Georgie, uma roteirista, mãe, esposa, que está mais preocupada em realizar os sonhos profissionais do que cuidar daqueles que ama. Assim como Neal é bem real, um homem que decidiu deixar os seus desejos de lado para cuidar da casa. E é tão interessante que a autora tenha nos mostrado as diferenças entre o Neal do presente e do passado e, mesmo com as discrepâncias, enxergamos a mesma essência.

Todos os personagens de Ligações são maravilhosos. O casal principal, as filhas fofas, a mãe e a irmã de Georgie (Heather rules!), Seth, o melhor amigo da mulher e uma espécie de inimigo de Neal, Scotty, o colega de trabalho. Todo mundo entra no seu coração de leitor sem pedir licença e você se apaixona.

Com uma escrita rápida, fluida e bem dinâmica em 3ª pessoa, Ligações nos mostra o presente de Georgie com o Neal atual e o do passado e nos presenteia com flashbacks da história do casal. Esse recurso foi essencial para podermos criar a relação deles e nos aprofundar nos dois, mesmo que o ponto de vista seja apenas dela. Não tem nada de especial na forma como se conheceram e se casaram, mas é lindo, fofo e, como eu disse lá em cima, real.

Das três obras que li de Rainbow Rowell, essa é a mais adulta e madura, apesar de falar um pouco sobre mágica e destino. Em breve lerei o mais famoso da autora, Eleanor & Park.

Recomendo bastante.

Teca Machado 

7 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Tenho muita vontade de ler esse livro da Rainbow Rowell. Sua resenha me deixou mais curioso ainda.
    A capa é linda, assim como a de "Eleanor & Park" que quero muito ler.
    Ah, estou já estou seguindo seu blog. É lindo! ;)

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Sávio!
      A Rainbow Rowell é maravilhosa.
      Indico qualquer coisa que ela escreva.

      Beijooos

      Excluir
  2. Oi, Teca!

    "Anexos" é meu queridinho, li e me apaixonei por completo. Por isso, assim que "Ligações" foi lançado, eu o comprei, mas ainda não consegui lê-lo.
    Gostei muito de saber que se trata de uma história com personagens mais maduros e da dose de realidade que a autora colocou no casamento. Agora estou ainda mais animada em ler o livro!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafa!
      Anexos eu adorei, mas de todos dela que eu li achei o mais fraquinho.
      Ligações foi muito fofoooo!
      Você vai adorar, sério.

      Beijooos

      Excluir
  3. Vou confessar que nunca li nada da Rainbow Rowell! #shameonme
    A Iza já elogiou a autora, mas preciso de dias com mais de 24 horas para ser capaz! Hahahahahaha

    Fiquei encantada com sua resenha e desejando muito conhecer e me viciar nessa autora. Não há nada melhor que pegar um livro bom. Até porque livros ruins nos deixam depressivas - ou só a mim pelo menos! Hahahahaha

    Mas vou adicionar o título na minha lista para leituras futuras! *-*

    Bjs

    livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim, Carol?
      Leia, leia, leiaaaaaaaa!
      Você vai amar, sério.
      <3
      Eu também fico deprê com livros ruins, hahaha.

      Beijooos

      Excluir
  4. Dica anotada!
    Confesso que eu fiquei bem curiosa com como será o desfecho dessa história. ^^
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir