segunda-feira, 15 de abril de 2013

Sobre salmão, pescaria e o Iêmem


Você já parou para pensar sobre a pesca do salmão? E acrescentou a esse pensamento a possibilidade de fazer isso em lugares pouco convencionais, como o Iêmem? Pois é, eu também não, até assistir ao filme Amor Impossível


Em português, o título é muito insosso e comum: Amor Impossível. No original, ele é muito mais legal, chamativo e inusitado: Salmon Fishing in the Yemen (Pescando Salmão no Iêmem). Eu, definitivamente, me interessaria por esse filme só de ver a capa com o nome. Acho que colocaram Amor Impossível para as pessoas acharem que é apenas mais um romance estilo Hollywood. O que ele não é, pois não é nem americano e nem meloso.

Os três principais do filme

Amor Impossível mostra como ideias malucas e potencialmente impossíveis podem ser colocadas em prática com um pouco de trabalho, um tanto de sorte e muito, mas muito, dinheiro. Harriet Chetwode-Talbot (Emily Blunt, sempre linda, sempre com um sotaque lindo) é uma advogada que representa o xeique Muhammed (Amr Waked, muito sereno), um bizilionário (Palavra inventada para você ter ideia de como ele é rico) do Iêmem apaixonado por pesca de salmão que deseja introduzir o esporte no seu país como uma forma de unir as pessoas pelo amor a pescaria. Só que o peixe só vive em lugares frios, com uma água bem oxigenada e outras frescuras que no Iêmem não tem nem de longe.

Harriet e o xeique Muhammed

Para que tal empreitada dê certo, eles precisam de um especialista no assunto. Entra em cena o Dr. Alfred Jones (Ewan McGregor, um ator camaleão que faz bem tudo), um funcionário público do Departamento de Pesca e Agricultura britânico. Ele rechaça a ideia, fala que é um absurdo alguém pensar nisso e esquece o assunto. Mas o governo deseja uma boa história de marketing do país com o Oriente Médio e obriga o Dr. Jones e pelo menos tentar fazer dar certo.

Dr. Jones tentando se fazer entender porque é potencialmente impossível a ideia

De má vontade, ele começa os planos com Harriet e conhece o xeique Muhammed. É claro que ele vai se apaixonando pelo ambicioso e maluco projeto na medida que ele vai se encaminhando e tomando forma. Ao mesmo tempo que trabalham, Harriet e Dr. Jones passam por problemas pessoais. Ele vive uma vida insossa num casamento insosso com uma mulher muito chata. Ela, com sérios problemas de confiar nas pessoas, perde o namorado para a Guerra no Iraque. Um vira o apoio do outro e nasce aí um sentimento inesperado (Mas não chega a ser impossível, como traduziu o péssimo título em português).

Dr. Jones e Harriet

Não assista Amor Impossível esperando um filme agitado ou com reviravoltas. Como é uma produção britânica, o seu enredo, o seu timing e o seu tipo de comédia são um tanto diferentes ao que estamos acostumados. É mais lento, com mais diálogos e que não te fazem dar gargalhada, mas que fazem com que um sorrisinho apareça no canto dos lábios em determinados momentos.

O responsável por tudo isso: O salmão

Ponto positivo para os três atores em primeiro plano e também para Kristin Scott Thomas, no papel de Patricia Maxwell, assessora de imprensa do Primeiro Ministro inglês. Ela é feroz no que faz e manipuladora. Suas conversas via computador com o seu chefe são ótimas. 

A assessora de imprensa cruel e feroz (Juro que eu não sou assim, haha)

A fotografia do filme é lindíssima. Quando na Inglaterra, as cenas são sempre com cores mais “tristes” e sóbrias, muito azul, branco e cinza. Quando no deserto do Iêmem, o foco é nos  amarelos, marrons e beges. Até na roupa dos personagens dá de perceber isso.

Xeique Muhammed, o pescador sonhador

Baseado no livro homônimo (Do título em inglês, não da bizarrice em português) de Paul Torday, Amor Impossível foi dirigido por Lasse Hallstrom (De Chocolate, Regras da Vida e outros). De 2012, ele foi indicado ao Globo de Ouro de Melhor Comédia ou Musical e assim ganhou mais visibilidade por parte do público, que fora da Inglaterra não foi muito grande.

Recomendo.

Teca Machado

Um comentário:

  1. O filme parece ser bom! Tanto que deu vontade de pescar salmão no Iêmen. Vai entrar para a lista de filmes à assistir.
    Bjo.
    Inteh

    ResponderExcluir