quarta-feira, 17 de julho de 2013

Beleza ou conforto? - Por Iara Vilela

No post de hoje não teremos nenhum lugar incrível ou uma paisagem linda. Hoje vamos falar de algo que deve ser levado em conta na hora de pensar em cada trip: o conforto. Sei que parece um pouco óbvio, mas as vezes as pessoas se deixam levar pelo sapato que é mais bonito, pela roupa que não é tão quente mas é linda, daquela bolsa que não cabe nada mas é um l-u-x-o e etc.

E antes que os machões de plantão se pronunciem, digo que as próximas linhas não valem apenas para as mulheres, tudo que vou falar aqui vale para todo mundo, pois estar confortável pode fazer toda a diferença entre um dia bom de viagem e um dia péssimo.

Mala ou mochila 
Vamos começar pelo tipo de bagagem. Se você vai alugar um carro, se vai sair do aeroporto e já vai direto para o hotel, vá com uma mala de rodinhas, comum mesmo. Mas preste atenção pelos lugares que você vai passar caso dependa de ônibus, metrô, trem ou carona. Em uma das viagens mais longas que fizemos, tivemos que pegar metrô mais de uma vez com uma mala grande e outra pequena.


Minha mochila e os lugares por onde passei (Foto: Iara Vilela)

Em Londres por exemplo, até chegar na nossa plataforma de embarque, foram uns cinco lances de escada com a bagagem. Pelo menos na estação do Hyde Park, onde estávamos, não havia escada rolante ou elevador (apenas para PNE).  Então imaginem a dificuldade de carregar escadas acima uma mala para 32 dias de viagem? Pois é, planejar a bagagem também é essencial.

Eu particularmente prefiro mochila. Claro que dependendo da duração da sua viagem não é um bom negócio levar tudo nas costas, mas como sou econômica, geralmente dá certo. É mais fácil colocar uma mochila nas costas e pegar um ônibus ou caminhar um pouco do que sair arrastando a mala pela rua.

Roupa 
Já ouviram aquela célebre frase da moda "menos é mais"? A frase se encaixa perfeitamente na hora de montar sua mala. Eu sou do tipo que leva pouca coisa e não coloco a casa inteira na mochila. Minhas malas nunca são gigantes e levo apenas o necessário, mesmo. Quando vejo algumas pessoas carregando 3 ou 4 malas nos aeroportos me sinto um extra terrestre porque deteeeesto carregar muita coisa.

Atenção ao escolher as roupas. (Foto: Iara Vilela)

As vezes as pessoas me perguntam como faço para escolher pouca coisa. Primeiro, que só viajando mesmo para analisar e perceber o que você usa e o que pode ser deixado em casa na próxima trip. Eu particularmente planejo a mala de acordo com a quantidade de dias e o lugar para onde estou indo. Se por exemplo eu for viajar por 15 dias, levo 8 blusas (com manga ou sem) porque dá para repetir (sim gente, repitam roupas).

Geralmente levo uma calça (porque já vou viajar com uma) e caso seja inverno, levo um casaco pesado e uma jaqueta mais básica e fresquinha. Também invisto em cachecol para dar uma cara de 'roupa diferente' e ninguém vai perceber que estou repetindo roupa. Já no verão a coisa fica ainda mais fácil. Roupas com tecidos que não amassam fácil, vestidos, camisetas, rasteirinha, tênis e pronto, já podemos partir!

Essa é minha mala básica e ainda acho que levo muita coisa. Quero tentar desapegar ainda mais, na próxima trip conto pra vocês como foi.

Sapato

O sneaker (Foto: Google)
Gente, o lance do sapato é o mais sério de todos! Use o sapato antes da viagem, ande um dia inteiro com ele e se seu pé doer que seja um pouco, deixe ele em casa. Quando se parte para uma viagem, você tem que levar em conta que vai andar bastante, mesmo que vá para a praia.

Se estiver com os pés doendo não vai aproveitar o suficiente, vai estragar não só o seu dia como o dia do companheiro, vai ficar emburrado e o pior de tudo, vai sair de cara feia nas fotos! hahaha

Sei que muitas mulheres não abrem mão de um salto alto, nesse caso a dica é escolher um salto mais grosso, que seja leve e não tão alto. Tem gente que acha feio, mas meu tênis sneaker (com saltinho) é meu companheiro oficial de viagem. Para os homens já fica ainda mais fácil, um tênis/sapatênis resolve tudo!  Então preste bem atenção nos pares de sapatos, opte primeiro pelo conforto, depois pela beleza.

Necessaire
Aqui a coisa aperta! Como tem alguns produtos que não abro mão, comecei a comprar as mini-embalagens  e as compactas e isso tem dado certo. Eu acho que também sou econômica nesse aspecto, mas entre minhas maquiagens não faltam as coisas básicas como: protetor solar (mesmo pro frio), base (ou BB Cream), rímel, blush, bronzer e lápis de olho.



Essa é só para maquiagens. (Foto: Iara Vilela)

Já nos produtos de higiene pessoal não viajo sem lenço demaquilante, perfume, escova de cabelo e condicionador. Shampoo não levo, uso sempre do hotel mesmo porque sei que a viagem é provisória e meu cabelo não vai cair se usar um shampoo mequetrefe! rs

É isso gente, espero ter ajudado e até o próximo post!

#Wanderlust

Iara Vilela é jornalista e como boa wanderluster, ama viajar e já conhece mais de 50 cidades em 11 países. Ela também gosta de chocolate, esmaltes, cervejas especiais, tulipas, moda e é dona de um São Bernardo e de um Golden Retriever. Pseudo-nerd que é, adora toda a obra de J.R.R. Tolkien e Isaac Asimov, além de ter paixão por festivais de música! Entre uma viagem e outra, ela escreve para este lindo blog e também para o "Com os Erros Aprendi", que conta furadas e erros de navegação em muitas de suas viagens pelo mundo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário