quinta-feira, 11 de julho de 2013

Mundo fitness e pequenos prazeres da vida

Eu já disse aqui outras vezes que eu não sou muito fã de academia. Acho chato, sem graça e dolorido. Mas mesmo assim, por causa de saúde, me matriculei final do ano passado e comecei a ir. O problema foi que apesar de pagar e poder ir quantas vezes quisesse e participar de todas as aulas, eu só estava indo uma vez por semana para fazer a aula de zumba (Vocês já fizeram? É dança ginástica com músicas caribenhas e pops nacionais e internacionais. 50 minutos de aula podem queimar até 900 calorias, fora que é muito divertido!).

Zumba!

Quando me matriculei, peguei o plano semestral. Afinal, um ano é um tempo muito grande para fazer um compromisso com uma coisa que eu nem gosto! Quando ele acabou, percebi que estava perdendo dinheiro. Ao invés de deixar de lado, desistir e não pagar mais, resolvi mudar de vida: Fiz o plano anual e me propus a ir pelo menos três vezes por semana. Quando comecei a conseguir ir três vezes sem reclamar muito, resolvi que ia querer ir até mais. Tirando alguns imprevistos, hoje vou de quatro a cinco vezes por semana (Estou tão orgulhosa de mim mesma, haha).

Sempre disseram que exercícios físicos deixam a pessoa feliz por causa das endorfinas liberadas. Olha, eu devo ter vindo com defeito de fábrica, porque eu nunca senti as benditas endorfinas nesse sentido. Quem falou que a sensação é a mesma de se comer chocolate, é um baita de um mentiroso

Motivação, haha

Apesar da falta óbvia desse tal hormônio da felicidade, os exercícios têm me feito muito bem no sentido de que a minha mente fica muito mais leve depois que eu saio de lá. Às vezes tive um dia difícil de trabalho e estou morta, sendo que tudo o que eu quero é deitar e ver televisão e esquecer do mundo. Mesmo morrendo de preguiça, tenho me arrastado para a academia e saído de lá outra pessoa. Apesar do meu corpo estar pedindo misericórdia no final, minha cabeça fica muito mais clareada, mais zen. E isso é ainda melhor do que ver os efeitos no corpo (Que não são nada maus, né?).

Agora eu tenho gostado de exercícios (Exercícios, não academia, que fique bem clara a diferença). Tem me feito bem e eu até peguei um gostinho pela coisa, algo que eu pensava que nunca fosse acontecer. Mas vejo no meu Facebook e Instagram pessoas que só sabem falar desse assunto (Malhar, malhar, malhar!) e que só comem de acordo com uma dieta restrita de suplementos, sem carboidratos, sem glúten, sem açúcar e, óbvio, sem gosto. Eu fico pensando, deve ser muito chato levar a vida toda assim, né? Sempre regrando, sempre preocupado com calorias, sempre deixando de fazer coisas divertidas porque não pode ficar um dia sem malhar.

You better run!

Não estou falando de gordinhos que querem emagrecer ou quem quer perder um quilo ou dois. Projeto Verão, Projeto Férias, Projeto Casamento, tudo isso é normal. Dieta faz parte da vida (Infelizmente). Mas ser bitolado, pensar só nisso e viver em função de uma vida apenas fitness não faz bem para ninguém. 

Pode até deixar o corpo bonito e sarado, mas e a felicidade de comer um brigadeiro numa festa, onde fica? Ou a alegria de comer um hambúrguer no final de semana? A vida é muito curta para se privar sempre das coisas boas e das guloseimas. Na verdade, apreciar comida faz parte dos pequenos prazeres de se viver nesse mundo tão bom.

Prazer da vida

E lembre-se, padrão de beleza não existe. É apenas algo que colocaram nas nossas cabeças e nós acreditamos. Pode comer uma porcaria de vez em quando. Faz bem para a sua alma, te garanto.

Teca Machado

3 comentários:

  1. Comer é comigo mesmo kkkkk Desse prazer não me falta!

    ResponderExcluir
  2. adorei sua imagem de motivação! kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Que lindaaaa! Em primeiro lugar adorei saber que você está gostando de se exercitar, porque como você mesma notou, faz bem pro corpo e principalmente pra mente. Super concordo que não vale a pena ficar bitolado com essas coisas, mas venho por meio deste comentário confessar que sou uma bitolada kkkkkkk. Foi uma escolha que fiz ha 1 ano e que me resultou em 7 kg a menos e mil kg de felicidade. Mudei minha alimentação, cortei fritura, gordura, carboidratos a noite por 1 ano...parei de beber, fiquei meio chata, mas o resultado foi incrivel porque fiquei saudavel e com o corpo que eu queria, afinal, sou amo corpos sarados, e além disso, fiquei mais disposta, animada, pensando melhor e mais feliz. Deixei de comer muitos brigadeiros em festas, muitos hamburgueres ficaram pra trás, mas principalmente porque meu organismo começou a rejeitar essas coisas, e por muitas vezes passei mal quando me excedi. Hoje, que ja cheguei no peso que eu queria, me controlo dia de semana, comendo só coisas saudáveis para final de semana me dar ao luxo de comer umas coisas mais gordas...mas sempre sujeita a uma dor de estômago, dor de barriga, dor de cabeça e etc kkkkkkkkk. O corpo acaba se acostumando, e vc percebe que 1 brigadeiro pode trazer felicidade, mas 15 podem estragar com qualquer mulher auauhauhauhauhauha. Acho que tudo tem que ter uma medida, nem ser bitolado demais, e nem se acabar em guloseimas, porque o preço que pagamos quando ficamos mais velhos é muito alto. Por mim ficaria aqui escrevendo a tarde toda ahahahahaahaha. Adoreiii ;***

    ResponderExcluir