sexta-feira, 5 de julho de 2013

Coisas que ninguém me contou – Uma autoajuda diferente e divertida

“Você pode emagrecer”, “Você é maravilhoso”, “Você quer, você consegue”. Essas frases são muito comuns em livros de autoajuda. Sim, eles são importantes e podem te ajudar, mas geralmente só falam o lado bom das coisas. Tem algumas verdades um tanto inconvenientes que ninguém quer ouvir e ninguém fala. Pensando nisso, o ilustrador Alex Noriega, de Mozambique, fez alguns desenhos de situações que nem sempre ouvimos a verdade das pessoas. Seu blog (Aqui) se chama Stuff No One Told Me (Coisas que ninguém me contou).

Segundo Alex Noriega, em 2010 ele estava passando por uma crise por causa de problemas no trabalho, então criou o blog como uma válvula de escape, para descobrir o que estava fazendo de errado. 

Segue abaixo alguns dos desenhos:

Seu salário não determina o quão bom você é como pessoa.

As coisas que são difíceis de serem ditas, geralmente são as mais importantes.

Você ainda é fraco se só é bom em uma única coisa.

Encontre alguém com quem você possa rir de praticamente tudo e o resto ficará bem.

Ninguém vai conceder seus desejos, é melhor que você os faça acontecer.

Separe um tempo para ser preguiçoso, faz bem pra você.

Devagar é o novo rápido… e incrível também.

Grandes empresas vão sugar seu sangue e sua alma… tente evitá-las.

Pensar muito sobre um problema não vai, necessariamente, torná-lo mais fácil de resolver.

“Olá” é a palavra mais poderosa contra a solidão.

Você não pode se livrar dos seus medos… mas pode aprender a viver com eles.

Culpa é um sentimento inútil.

Pessoas que sempre dizem a verdade sempre sem se importar o quão doloroso é, são idiotas. Ponto final.

Se desafie um pouco todos os dias.

Diversão é um conceito relativo.

Não tem problema mudar sua cabeça sobre pessoas e coisas na sua vida… apenas tente fazer sentido.

Sempre seja você mesmo, a menos que você seja um canalha arrogante.

Fonte: Zupi

O que mais vocês acrescentariam de frases? Eu colocaria: Não existe príncipe encantado, mas mesmo se existisse, alguns plebeus são muito mais divertidos. Hahahaha.

Teca Machado

Um comentário: