terça-feira, 18 de julho de 2017

A Garota do Calendário - Setembro


Quando a Carol Garcia, do blog Livros Ontem, Hoje e Sempre, me disse que eu deveria continuar a ler A Garota do Calendário, de Audrey Carlan, publicada pela Verus Editora, porque aconteciam umas reviravoltas bem doidas, ela tinha toda razão. Depois do volume de Agosto, quando a vida pessoal de Mia toma novos rumos, em Setembro todos os problemas do mundo parecem cair nas suas costas, se tornando um dos livros mais profundos da série (mas não muito, também não fique esperando milagres).


Leia as resenhas anteriores: Janeiro, Fevereiro, Março, Abril, Maio, Junho, Julho e Agosto.

A Garota do Calendário tem como protagonista Mia, uma garota de Las Vegas que precisa trabalhar como acompanhante de luxo após o pai contrair uma dívida de U$ 1 milhão. A cada mês ela tem um cliente diferente precisando que ela cumpra um papel e ela só dorme com aqueles que ela desejar, recebendo um bônus por isso. Em Setembro, pela primeira vez, Mia não vai atender ninguém, pois o seu pai está internado em estado crítico e os médicos pedem que ela vá correndo para o hospital.

Além de o pai estar entre a vida e a morte, a garota descobre que precisa pagar U$ 100 mil ao cliente que deixou de atender, o que a fará atrasar os pagamentos a Blaine, o agiota e terrível ex-namorado. E para piorar tudo, Wes está desaparecido em algum lugar do mundo, deixando Mia doente de preocupação.

Audrey Carlan
Até eu fiquei tensa com os problemas da protagonista. Pensa numa bichinha que sofreu em Setembro! Mia foi posta a provas várias e várias vezes, mas nesse volume pudemos ver a força que a sua família e amigos trouxeram e a importância deles em sua vida. Maddy esteve com ela todo o tempo, mas como ela é meio que uma mosca morta só fez companhia mesmo. Só que Max, o recém-descoberto irmão, foi uma rocha, um salva-vidas para Mia, tanto na questão de apoio emocional e psicológico, quanto apoio financeiro e logístico. Ele é um personagem que entrou há pouco tempo, mas já tem o meu coração.

Audrey Carlan nos apresenta uma reviravolta muitíssimo inesperada, que vai te deixar com cara de “Whaaaaaaaaaaaaaaaaat?” e com um nó na garganta. E a escrita continua fluída e dinâmica, nos apresentando uma história rápida de ler com o mesmo padrão de páginas dos livros anteriores, cerca de 140 e uma letra bem grande.

Claro que sendo uma série hot, tinha que ter umas cenas mais eróticas, mas mais do que nunca foi completamente desnecessário, ainda que tenha sido bem breve. Foi uma cena que estava lá simplesmente porque se em todos os outros volumes tinha sexo, por que não ter nesse? Mas a autora não encaixou muito bem com a história.




No próximo livro, Outubro, entro no último trimestre da saga da Mia e fico me perguntando como Audrey Carlan vai acabar tudo isso.

Recomendo.

Teca Machado

8 comentários:

  1. Oi
    que bom que esse livro tem uma reviravolta que o leitor não esperava, tenho curiosidade de ler o primeiro, mas nem tanto assim. Mas parecem ser livros bem rápidos de se ler.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Teca! Tudo bem? Nossa, pelo menos a capa de Setembro está bonita não é mesmo! É bom saber que, essa série dá uma reviravolta, pois já estava na hora. Eu nunca tive curiosidade em ler esses livros, mas quem sabe eu leia algum dia. Ah, parabéns pela análise, tá perfeita. Abração!

    www.marcasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi! Estou enrolando para começar essa série, mas uma hora eu leio hahaha vejo algumas resenhas bem negativas, muito bom esse ter uma reviravolta, para alegrar aos leitores. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
  4. Oi Teca, tudo bem?
    Essa é a primeira resenha que leio de um dos livros da série, sempre via nas livrarias e ficava bem curiosa sobre, não sabia que eram livros hot. Achei a premissa desse mês interessante, gostei muito da sua resenha. Espero ter oportunidade de ler os livros um dia.

    Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  5. Olá Teca,
    Ainda não li nada da autora, mas já tinha ouvido falar desses livros
    big beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Teca! Eu ainda estou em julho e abril é meu preferido até o momento. Que bom que tem essas reviravoltas e que pena que a autora não soube encaixar a cena de sexo.... mas espero gostar dos próximos volumes!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oi, Teca. Tentei demais mas não consegui ler a série, muita gente gostou mas a maioria realmente não gostou tanto assim do teor sexual da obra e do pouco aprofundamento dos personagens. Mas como é uma série muito grande, imagino que a autora tenha optado por deixar os melhores momentos para o fim e espero que realmente sejam bons.
    Beijo!
    https://leitoraencantada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, Teca!!

    Essa série é coisa de doido mesmo. Ninguém imaginava o que ia acontecer e pá! Aconteceu. Hahahahahahaha

    E o Max também é meu favorito <3. Exceto em dezembro quando considero ele e Maddy muito otários. Mas ok. Faz parte.

    A cena erótica nesse livro foi totalmente desnecessária mesmo. Eu praticamente pulei para ver onde ia levar. Hahahahahaha

    Bjs

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir